Humanofobia – Fugindo as regras com Projeto Trator

Banda: Projeto Trator
Título: Humanofobia
Gênero: Sludge/Doom/Stoner
Origem: Brasil
Data do lançamento: 3 de dezembro de 2016
Gravadora: Crocodilo Discos (Facebook)

Todos os gêneros possuem uma infinidade de bandas e normalmente a grande maioria gira em torno da mesma sonoridade, referências e temáticas. Isso é compreensível, todos tem influências e interesses próximos a cena que vivem, sem contar que criar algo novo é sempre mais complicado do que seguir o fluxo.

Mas é certo que em todos os gêneros também existem aquelas bandas que buscam uma originalidade, as vezes na própria música que se intencionam em fazer ou na utilização de referências que extrapolam o tradicional da cena e o comum das bandas de dado gênero.

Este segundo caso certamente pode ser aplicado ao duo paulista Projeto Trator. Se uma coisa pode ser dita sobre a banda é que esta não procurou o lugar comum, muito menos se enquadrar as regras sonoras da cena a qual comumente os vemos associados, o stoner/doom/sludge.

Formada por Paulo Ueno (guitarra e vocais) e Thiago Padilha (bateria) na cidade de São Paulo, em atividade desde 2006 e com 8 trabalhos gravados, o duo lançou recentemente o álbum “Humanofobia”, bem ao estilo Projeto Trator de ser.

Esse disco assim como o anterior “Despacho” segue com a sonoridade suja, caótica e com temáticas bem diferentes do que normalmente vemos nas bandas da cena stoner/sludge, podemos dizer que são álbuns irmãos,  já que possuem várias músicas comuns. Tem influências diversas, passando por stoner, sludge, doom e punk rock como os próprios disseram em entrevista ao canal Dissonantes.

E se os caras tem disposição para arriscar na música, também o fazem na tamática abordada em seus álbuns. Em “Humanofobia”  os caras usaram algumas ideias de umbanda ou quimbanda, não saberia dizer qual das religiões de matrizes afro realmente se basearam para dar nome a algumas músicas, com por exemplo “Tambores de Sangue” e “Na Rua das 7 Facadas”. O viez político que vinha surgindo com a ideia da turnê “Fora  Temer” parece ter ganho mais força com esse lançamento, reforçando até mesmo o aspecto punk da banda.

Em meio a tudo isso ainda sobra espaço para algumas viagens psicodélicas, guitarras com uma boa dose de distorção e a loucura desenfreada que somente os caras sabem fazer.

Acho que é uma banda que conquistou o espaço dela, com a sonoridade que quer fazer, sem precisar se adequar para agradar a ninguém. A música sendo bem feita encontra o seu público. O Brasil sempre teve boas bandas, em diversos gêneros e continua produzindo hoje em dia muita coisa interessante, como é o caso dos Projeto Trator. De todas as bandas que possuem essa influência mais expressiva de sludge que eu ouvi, talvez seja a mais interessante, a que mais gostei.

É difícil destacar quais músicas eu gosto mais de “Humanofobia”. As composições mais lentas, com um aspecto mais alucinatório, essa coisa psicodelica e distorcida, são bem interessantes, mas ao mesmo tempo me chama bastante atenção músicas como “Você não é o seu emprego” que tem uma sonoridade mais ruidosa, vocais gritados e com efeitos, o som é sujo e mais rápido. É o tipo de disco que na minha opinião irá agradar uma grande quantidade de pessoas, como certamente deve desagradar outros tantos, principalmente o pessoal mais apegado aos padrões sonoros.

Recomendo a audição e todos os links estarão disponíveis aqui. Siga e compartilhe com os amigos. Ajude a divulgar as bandas nacionais, fortalecendo a cena e promovendo o que é produzido aqui dentro do Brasil.

Espero que este duo paulista se mantenha firme e abertos a tentar sempre algo novo, como eles mesmo dizem, “ficar se repetindo é um saco.”

 

 

Site
Facebook
Youtube

 

Um texto de Igor C. Bersan

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s