Grindcore, death metal e letras engajadas em “In Grind We Trust”, split álbum das bandas Homicide e Desalmado

Confesso que nunca fui um apreciador do gênero grindcore, mas é claro que para toda regra existe uma exceção. Quando a música é extremamente rápida, o que abaca fazendo com que fique muito reta, não tem uma diferenciação rítmica, os vocais são estridentes, eu realmente não consigo acompanhar por mais de duas músicas.

O que acontece é que bandas que criam esse contraponto musical, com riffs de guitarras mais voltados para o death metal ou mesmo algo de thrash acabam por fazer a música fluir melhor para mim. É o que acontece com bandas que gosto como Napalm Death,  Brujeria, Agathocles, e claro, é o que ocorre com Homicide e Desalmado no split álbum “In Grind We Trust”. Por sinal um disco muito bom.

O disco começa com 6 músicas dos paulistas Desalmado. Com tempo médio de 2 a 3 minutos, mas que conseguem equilibrar muito bem a rapidez do grindcore com andamentos um pouco mais lentos, inspirados talvez no old school death metal ou mesmo nas bandas citadas acima. 

O importante é que o entrosamento dos músicos funciona muito bem, o trabalho de guitarra de Estevam Romera vale como destaque, quebrando a linearidade que a música poderia ter se fosse pelo caminho da extrema agressividade. Um exemplo interessante é o início da música “Em Ruínas”, que ao iniciar de maneira mais branda, inverte a lógica da maioria das bandas do gênero, que começam as músicas já na quebradeira total. Se eu puder usar um exemplo para aproximar o leitor da construção musical, usaria o disco “Harmony Corruption” de 1990 dos ingleses Napalm Death.

As letras tratam de questões político-sociais e a indignação para com diversas situações produzidas pelo governo e suas estruturas que procuram oprimir a sociedade, é a ansia dos governantes em perpetuar o poder. Herança do grindcore e sua aproximação com o universo punk. Aqui não existe perdão, é a indignação que se manifesta nas letras, na agressividade musical e na brutalidade vocal, expressão máxima dos gritos sufocados de uma sociedade que vêm se arrastando diante de tantas injustiças.

As duas bandas tratam da mesma temática em suas letras, só que a diferença é que nas próximas 7 faixas do álbum entra em cena os catarinenses Homicide e a música se torna um pouco mais focada na rapidez. Vemos menos bases de proximidade com o death metal, não que a música se torne repetitiva, existem variações aqui também, mas menos espressivas do que os companheiros de álbum Desalmado. Um exemplo a ser destacado seria a música “Contra o Tempo”, com uma composição de guitarra excelente e dotada de uma agressividade absurda, mas que também quebra a linearidade sem que isso pareça forçado ou abrupto para a continuidade da música.

A variação vocal no caso dos Homicide também é maior, temos os característicos vocais rápidos e desesperadores do grindcore alternados com vocais mais guturais, as vezes até mesmo sobrepostos.

Duas bandas de qualidade no cenário nacional, que ao se juntarem para fazer esse split, se complementam, funcionam sobretudo juntas e não devem nada uma à outra. Se você curte grindcore e as vertentes mais extremas do metal vale a pena adquirir o álbum e quardar na coleção.

E para finalizar eu não poderia deixar de agradecer ao Fernando Camacho do selo Black Hole Productions pelo envio do CD para que pudessemos ouvir e pela paciência em aguardar por essa simples resenha. Valeu Fernando Camacho e todos envolvidos na Black Hole Productions.

Sempre vale o aviso para os leitores que venham a ler essa postagem. Apoiem as bandas nacionais e a produção feita aqui no Brasil. É assim que se constroí uma cena forte, contribui para o fortalecimento de uma estrutura de produção, canais de divulgação e etc. Uma espécie de ecosistema, onde tem bandas, produtores, gravadoras, mídia especializada e as pessoas que consomem tudo que é produzido, se uma parte da cadeia falha o resto fica compromotido. Compartilhe, divulguem e comentem com seus amigos que curtem o gênero. 

O disco está disponível para compra online ou diretamente com a Black Hole Productions, todos os links estarão disponíveis aqui para que vocês possam entrar em contato.

Desalmado Fanpage
Homicide Fanpage
Black Hole Productions Fanpage

Site Oficial da Black Hole Productions

Um texto de Igor C. Bersan

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s