A mistura que fuciona nas mãos dos Stone Breeze

Em sua biografia no Facebook os pernanbucanos Stone Breeze apresentam a banda como fazendo um rock livre de rótulos. É bem isso mesmo que apresentam em seu álbum de estréia intitulado “Stone Breeze”.

Se você é do tipo que não se apega muito a gêneros ou curte escutar uma variação maior de subgêneros de rock, temos aqui um bom representante nacional para se ouvir.

É possível se perceber que os caras tem muitas influências. Logo de cara, na primeira música “Le Collectionneur”, me lembrou o metal alternativo dos Deftones, até mesmo o vocal. Na sequência já passam a soar como bandas mais old school como Van Hallen, os vocais mais rock psicodélico, associados a influências grunge.  O legal é que apesar de ter essas mudanças de influências o disco funciona. Não é aquela coisa desestruturada e feita do jeito que dá, tornando o disco chato.

E a coisa é muito louca. Em meio a essa salada sonora de ritmos e gêneros, tem espaço para umas pegadas mais britpop, principalmente o vocal. E temos também algumas baladas, mais leve e fácil de se fixar, quase grudar na cabeça, um exemplo é a “The Weird Man”, que se não bastasse começa com uma gaita de fole. Mas se você não ficou satisfeito, na sequência vem “Fields of Shame”, flertando com um Pantera, embora mais leve e uma coisa meio White Zombie.

Apesar de ser uma banda nova, Jones Sena (vocal e guitarra), Tuca Araújo (guitarras), Tontonho Gomes (baixo) e Eduardo Souza (bateria e samplers) mostram que tem bagagem para tocarem o que melhor lhes aprouverem no futuro. É como eu sempre digo, não inventaram aqui a roda, mas souberam fazer bom uso da mesma.

Se você não tem mimimi com música e quer ouvir um disco bacana, aperte o botão do play. Se gostar, adquira o álbum da forma que for possível, os links estarão logo abaixo. Apoiem as bandas nacionais, afinal não é todo dia que boas bandas aparecem, muito menos que tenham estímulos para continuarem.

13029591_1120986797932700_1228231391633284124_o

Facebook
Site

Um texto de Igor C. Bersan

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “A mistura que fuciona nas mãos dos Stone Breeze

    • Que bom que gostou e que comentou também, a página parece uma cidade fantasma (risos).

      Stone Breeze é massa, tem muitas influências interessantes.

      Valeu Wendell por comentar e acompanha a banda pelo perfil deles no facebook.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s